Na semana do 8 de março, live debate enfrentamento à violência política contra mulheres

A violência política contra as mulheres sempre existiu. Mas com o passar do tempo, à medida que elas disputam mais poder institucional, cresce também o número de registros e denúncias de ameaças, ofensas, atentados e diversos outros tipos de tentativas de silenciamento e interdição das mulheres em cargos públicos e espaços de tomada de decisão no Brasil. Agressões físicas, psicológicas, morais, sexuais, virtuais, institucionais, raciais, de gênero, LGBTQI+fóbicas, entre outras, são expedientes usados para calar vozes femininas na política. Quando se trata de mulheres negras, a situação é ainda mais grave: mais de 70% das mulheres negras que disputaram as eleições municipais em 2020 foram agredidas durante suas campanhas. A informação vem da pesquisa “Violência Política Contra Mulheres Negras”, realizada pelo Instituto Marielle Franco, em parceria com as organizações Justiça Global e Terra de Direitos.

Para discutir os caminhos para o enfrentamento da violência política contra mulheres no país, a campanha #QueroMeVerNoPoder, da Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político, promove no próximo dia 9/3, às 19h, a live “Elas Cabem no Poder: Mulheres Contra a Violência Política”.

Participam da conversa Anielle Franco (Instituto Marielle Franco, jornalista e mestranda em Relações Étnico-raciais); Romi Bencke (pastora, mestre em Ciências das Religiões, Secretária geral do CONIC e do GR da Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político); Mandata Pretas por Salvador (PSOL); Luana Kumaruara (mestranda em Antropologia, membra da Associação Brasileira de Indígenas Antropologes) e Mônica Francisco (deputada estadual – PSOL/Rio de Janeiro). A mediação será de Juliana Romão (Meu Voto Será Feminista).

#QueroMeVerNoPoder

Para sensibilizar a sociedade brasileira sobre a sub-representação de mulheres, negros, indígenas, quilombolas, povos tradicionais de matriz africana, jovens e LGBTIQ+ nos cargos públicos eletivos no contexto das Eleições 2020, visando que a política institucional seja mais representativa dos diferentes grupos sociais do país, a Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político lançou em outubro passado a campanha #QueroMeVerNoPoder.

A ideia é promover ações de comunicação – voltadas a partidos políticos, movimentos sociais, mídia e sociedade – sobre a importância da mudança do modelo de representação vigente com vistas ao exercício da democracia plena no Brasil.

Para saber mais > https://reformapolitica.org.br/2020/10/16/campanha-defende-representatividade-nas-eleicoes-municipais/

Live “Elas Cabem no Poder: Mulheres Contra a Violência Política”

Data: 09 de março
Horário: 19h
Transmissão pelo Youtube e Facebook da Plataforma com transmissão em outras páginas de Facebook.

Deixe uma resposta

7 + 16 =