Ministério do Esporte suspende edital de Dilma que garantia investimentos em modalidades olímpicas depois da Rio 2016

 

O projeto de apoio do Ministério do Esporte a atletas no período posterior à Rio-2016 pode não acontecer. Após um mês como ministro da pasta, Leonado Picciani (PMDB-RJ) suspendeu nesta quarta-feira um edital de R$ 150 milhões ligado à continuidade do projeto, que foi uma das últimas medidas do governo da presidente afastada Dilma Rousseff.

Segundo o portal UOL, mesmo com o ministro anterior, Ricardo Leyser, ratificando que o edital seria fundamental para o legado esportivo, por manter o investimento governamental a atletas e confederações esportivas, Picciani decidiu fazer uma reavaliação da decisão. A medida chamou atenção de integrantes de várias entidades esportivas, caso do diretor-executivo da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, Ricardo de Moura:

– Como estar focado numa reta final de preparação olímpica se não sei como minha confederação vai pagar suas contas daqui a alguns meses? A suspensão sequer foi discutida.

Deixe uma resposta