Cúpula Social do Mercosul se reúne para debater direitos, participação e integração

A 18a Cúpula Social do Mercosul foi aberta na terça-feira (14) com ampla participação dos movimentos populares para debater a participação da sociedade civil na elaboração de estratégias e políticas de desenvolvimento do bloco. Ao longo de três dias, a programação conta com seminários e debates divididos em três eixos: Mais Integração, Mais Direitos e Mais Participação. Neles, estão temas relacionados a direitos humanos, participação das mulheres no Mercosul, comunicação democrática, entre outros.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, em seu discurso de abertura, enfatizou que a cúpula representa um momento de “compartilhar compromissos e esperanças”. Para Rosseto, a participação social “fortalece a democracia e a unidade dos países que integram o Mercosul”.

O embaixador Mauro Vieira, ministro das Relações Exteriores, enalteceu o Mercosul e ressaltou que o governo brasileiro “trabalha cada vez mais para aprofundar a integração do Mercosul em todas as sua dimensões”. Na avaliação do chanceler, “a sociedade civil teve papel fundamental nas transformações e no desenvolvimento do bloco”.

A coordenadora da Marcha Mundial das Mulheres, Nalu Faria, apontou a importância da dos movimentos sociais na reunião. “Queremos reafirmar a importância da Cúpula ter ainda mais participação dos movimentos, pois é assim que aprofundaremos as reais mudanças sociais”, afirmou.

O evento conta ainda com uma programação cultural e confraternização entre os movimentos populares.

A Cúpula Social do Mercosul pode ser acompanhada pelo site da Secretaria Geral da Presidência e na pela cobertura colaborativa em comunicação através da página do Facebook – Cúpula Social do Mercosul.

Deixe uma resposta