Mulheres são alvos de ataques de ódio e violência política

Durante as eleições municipais deste ano ficaram ainda mais evidentes os ataques de ódio a candidatas, principalmente mulheres negras e trans. Independentemente do partido, mulheres tem sido alvo de violência política que incluem até ameaça de morte.

Candidatas à prefeitura chegaram a receber mais de 40 xingamentos por dia no Twitter, conforme mapeado pelo projeto Monitora, da Revista AzMina e do InternetLab. Foram identificados conteúdos gordofóbicos, racistas e outros de assédio moral.

As tentativas de intimidação revelam que o aumento das candidaturas femininas não representa maior aceitação e respeito por parte da sociedade. Ana Freire, mulher, negra e candidata a vereadora em Recife, sentiu na pele a violência.

Escute a matéria completa na Rádio Plataforma:

Deixe uma resposta

11 + dezessete =