“Quem tem fé defende a vida e a democracia”

#UmMilhãoDeVelasForaBolsonaro

O ato inter-religioso “Quem tem fé defende a vida e a democracia” foi proposto no contexto das mobilizações que ocorrerão no dia 10/07 em todo o país pelo fim deste governo genocida. O ato apresentará a voz das várias tradições de fé que expressam a diversidade religiosa do Brasil. Por que pessoas de fé dizem “Fora, Bolsonaro?”

Em primeiro lugar, porque a opção política assumida pelo atual governo fere um princípio universal que todas tradições religiosas promovem e defendem: o direito à vida e à existência, tanto das pessoas quanto do planeta. A segunda razão é que a democracia é fundamental para a plena garantia da laicidade do Estado, que é o único caminho possível para a concretização do princípio democrático da liberdade e da diversidade religiosa. O governo brasileiro fere o princípio da laicidade ao aliar a fé cristã a medidas que agridem, por exemplo, os direitos indígenas.

Ao colocar a Bíblia e a Constituição Federal uma ao lado da outra, simbolicamente, o governo comunica que se orienta erroneamente não só pela Constituição, mas também pelo livro sagrado de uma tradição de fé específica – o cristianismo. Um conjunto significativo de cristãos e cristãs não aceita ver seu livro sagrado associado a políticas de violência e extermínio.

Por isso, afirmamos que a fé exige uma postura de defesa da vida e da democracia. Juntamos nossas vozes em unidade para dizer “Fora, Bolsonaro!”. E convidamos todas as pessoas, com fé ou sem fé, para que no dia 10, após o ato inter-religioso, acendam uma vela e postem nas redes sociais com a tag #UmMilhãoDeVelasForaBolsonaro, e que às 20h participem do panelaço promovido pela mobilização nacional “Fora, Bolsonaro”.

Deixe uma resposta