Entrevistas com organizações que aderiram à Plataforma

 

 

Para entender um pouco das motivações que fizeram com que essas organizações aderissem a proposta da Plataforma, por Reforma Política ampla e democrática, realizamos um série de três entrevistas com cada entidade.

 

A primeira entrevista a ser veiculada é a da Karine Oliveira, representante do Instituo Soma, organização que  desenvolve ações em torno de campanhas e pesquisas voltadas para habitação popular, meio ambiente, crédito solidário e geração de renda, além da produção e divulgação de conhecimentos técnicos e científicos.

 

Plataforma – Nos conte qual foi a principal motivação para que a sua organização aderisse à Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma Política 

 

 

Karine – Já acompanhávamos as ações da Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma Política desde sua criação. Com a crescente indignação da sociedade brasileira com a classe política brasileira e a corrupção que a assola de forma quase generalizada, reconhecemos na Plataforma uma iniciativa que propõe um novo modelo de se fazer política, onde o interesse público está em primeiro lugar. Essa proposta nos representa e queremos contribuir para sua concretização.

 

 

Plataforma – Quais foram os principais aspectos da Lei de Iniciativa Popular construída pela Plataforma que causaram identificação com o que suas organizações pensam sobre Reforma Política. 

 

Karine – O fortalecimento da participação democrática, a reforma do sistema eleitoral e o controle social do processo eleitoral.

 

Plataforma – Como vocês pensam em contribuir com a Plataforma. 

Karine – Difundindo a proposta no estado da Paraíba e nas redes e fóruns em que o Instituto Soma Brasil atua. Mobilizando organizações e cidadãos para o recolhimento de assinaturas.

Deixe uma resposta

Fechar Menu