A hora da Reforma Política é agora

 A hora da reforma política é agora. Mas não há na mídia uma cobrança, ou sequer um apelo para sua realização.  Na Câmara dos Deputados, o relatório final do deputado Henrique Fontana do PT (RS) está praticamente pronto. Se houver vontade política, pode ser votado ainda no segundo semestre, com uma emenda importante para enfrentar a questão dos cargos públicos.

Esta emenda pode – e deve ser- acrescida. Ela exige para a maioria dos cargos de confiança a obrigatoriedade de ser servidor de carreira concursado. Se essa medida fosse adotada, reduziria drasticamente o número de cargos de livre provimento no Executivos. Esse ponto, ao lado do financiamento público, da fidelidade partidária e do voto em lista, ou proporcional misto, reduzirá, e muito, a participação dos partidos no governo à sua verdadeira natureza: a gestão de programas de governo.

Resta saber se os partidos de oposição querem com o PT fazer a reforma política e iniciar uma nova fase, não apenas eleitoral, mas institucional no país.

 

Correio do Brasil
Por José Dirceu

Deixe uma resposta

Fechar Menu