Feijó, da CUT: já passou da hora de uma reforma política no país

Brasília - Em meio a tanta denúncia de corrupção, de esquemas de pagamento de propina, o vice-presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), José Lopez Feijóo, acredita que já passou da hora de uma reforma política no país.  "Infelizmente, o Congresso Nacional não conseguiu avançar nessa questão", lamentou Feijóo ao fazer um balanço de 2009 e da atuação do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, onde é conselheiro e um dos representantes dos trabalhadores. Outra queixa do sindicalista é sobre a morosidade do Congresso Nacional para discutir e aprovar uma reforma tributária que modernize a economia nacional.
 

Quanto aos problemas econômicos e financeiros, que retardaram o crescimento brasileiro em 2009, Feijoó destaca ações do conselho adotadas pelo comitê especial de acompanhamento da crise. Uma delas, sugerida ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi a redução da taxa básica de juros, que deste julho vem sendo mantida pelo Comitê de Política Monetária (Copom) em 8,75% ao ano.

Continuar lendo
Fechar Menu