Ato contra PEC da Corrupção reúne 1 mil pessoas em Brasília

Mais de mil pessoas, vindas de todas as regiões do país, estiveram em Brasília na terça-feira, 26, para denunciar a votação da PEC 352, a chamada PEC da Corrupção, que pretende legalizar o financiamento empresarial de campanha. A votação estava prevista para acontecer na mesma data na Câmara dos Deputados.

A Mobilização Contra à PEC da Corrupção iniciou a partir das 10 horas com a Plenária Nacional do Plebiscito pela Constituinte, campanha que reúne mais de 500 organizações de todo país e que em setembro de 2014 mobilizou cerca de 8 milhões de brasileiras e brasileiros em um plebiscito popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. No período da tarde, será realizado o Ato contra a PEC no Congresso Nacional.

Na avaliação dos movimentos sociais, a reforma política feita nos moldes do que está proposta pela Comissão Especial da Reforma Política representa, na verdade, um retrocesso. Com a legalização do financiamento privado, a aprovação da PEC reforçará ainda mais o poder econômico sobre o atual sistema político, onde se elege quem tem mais dinheiro.

“O conteúdo desta PEC representa um retrocesso para a democracia, principalmente porque constitucionaliza o financiamento empresarial de campanha. A partir deste financiamento das empresas é que se inicia o processo de corrupção no país, onde os parlamentares eleitos passam a  representar os interesses das empresas e não de seus eleitores, o que representa um verdadeiro estelionato eleitoral”, destaca Paola Estrada, da Secretaria Operativa Nacional do Plebiscito Constituinte.

Deixe uma resposta

Fechar Menu