Fórum Justiça debate relações de gênero e a aplicação da justiça no Brasil e na América Latina, em Porto Alegre

 

10h30min – 12h30min

Experiências Alternativas de Justiça na América Latina: Gênero e Discriminação:

Gladys Acosta Vargas, jurista feminista, fundadora do Flora Tristan/Peru, foi diretora da UNICEF/ Guatemala e Argentina e diretora para América Latina da ONU Mulher/ NY

14h00 – 16h00min

Debate sobre o Relatório do Conselho Nacional de Justiça sobre a “Atuação do Poder Judiciário na Aplicação da Lei Maria da Penha”, publicado em março de 2013

15h30min – 17h00min

Plano de Trabalho Fórum Justiça – Themis

17h00min

Lançamento de Livros da Editora Expressão Popular – Coleção Direitos eLutas Sociais:

1. Justiça de Transição – Contornos do Conceito, de Renan Honório Quinalha;

2. Direito e Ideologia – Um estudo a partir da função social da propriedaderural, de Tarso de Melo;

3. O Direito do Campo, no Campo do Direito: universidade de elite versus universidade de massas, de Aton Fon, José do Carmo Siqueira e Juvelino Strozake (orgs.)

Local:

Defensoria Pública, Rua 7 de Setembro 666, Auditório 6 andarCentro HistóricoPorto Alegre/RS

Apoio:

Associação Nacional dos Defensores Públicos – ANADEP e AssociaçãoEstadual dos Defensores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul -ADPERGSCátedra de Gênero e de Direitos Humanos – IPAClínica de Direitos Humanos e Núcleo de Direitos da Mulher – UNIRITTERONU Mulher Brasil – Fundo Elas – Fundação Ford

 

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu