Petista defende criação de comissão mista

O deputado estadual Dedé Teixeira (PT) defendeu, ontem, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa, que as comissões especiais formadas na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, para tratar da Reforma Política, sejam transformadas em um grupo misto.

O petista, que preside uma subcomissão na Assembleia para tratar do tema, informou que na próxima segunda-feira, dia 08 de agosto, já estará pronto o cronograma de atividades do colegiado com as atividades a serem executadas no segundo semestre deste ano.

O parlamentar entende que uma comissão mista no Congresso agilizaria a discussão e a votação da Reforma Política, embora tenha consciência de que as mudanças só devem ser aplicadas nas eleições de 2014.

Conforme disse o deputado estadual Dedé Teixeira, após o deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) apresentar seu relatório para a comissão que trata da Reforma na Câmara Federal, haverá uma negociação com os senadores no sentido de formar apenas um colegiado que seja misto.

O Diário do Nordeste informou, ontem, que Henrique Fontana já apresentou, na quarta-feira, o seu relatório aos deputados do Partido dos Trabalhadores (PT) que participam da comissão da Reforma Política. O deputado federal José Guimarães (PT/CE) também defende a formação de uma comissão mista no Congresso Nacional para votar as mudanças.

Discussão

“Não tem sentindo fazer essa discussão separada. A comissão mista agilizará o debate”, argumentou Dedé Teixeira. Outra ideia, adiantou o deputado petista, é fazer um referendo após as eleições de 2014, para saber a aceitação dos eleitores diante das mudanças a serem realizadas pela Reforma Política.

Dedé Teixeira explica que alguns pontos já são consensuais entre Senado e Câmara, como o financiamento público de campanha e o sistema de votação misto. Ele entende que outros tópicos podem ser aceitos mais facilmente pelas duas Casas por meio da comissão mista.

Sobre a subcomissão da Assembleia, Dedé Teixeira informa que o grupo promoverá discussão sobre o tema nas cidades do Crato, Crateús, Sobral e em um quarto município que ainda será escolhido. Haverá também um debate na Assembleia sobre o fim das coligações, assegurando que, até o mês de setembro, será apresentado o relatório das atividades que deverá ser enviado ao Congresso Nacional.

Municípios

De acordo com o deputado Dedé Teixeira, até agora, a subcomissão estadual realizou três debates na Assembleia e visitou os município de Caucaia, Quixeramobim e Iguatu. “Essa Reforma é fundamental para melhorarmos e moralizarmos a política brasileira”, avaliou o parlamentar.

O deputado estadual Lula Morais (PC do B) acredita ser importante a discussão sobre uma das sugestões para a Reforma Política: o fim das coligações. Na opinião do parlamentar governista, que é membro da subcomissão, essa mudança beneficiaria apenas os grandes partidos, trazendo prejuízos para as legendas menores que participam das eleições.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

Fechar Menu