Tam.Texto

Reforma política mobiliza juventude rural na Câmara dos Deputados


Add this to your website

Representantes da sociedade civil e parlamentares apresentaram suas visões sobre as mudanças que o sistema político brasileiro precisa ter para melhor representar a população. Carmela Zigoni, assessora política do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), foi uma das palestrantes, apresentando detalhes sobre o Projeto de Lei de Iniciativa Popular pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas.

Reforma política mobiliza juventude rural na Câmara dos Deputados

O que é a reforma política que tanto se fala por aí? Qual sua necessidade? O que se pretende mudar? Existe apenas uma reforma política possível? Quais os principais problemas do atual modelo político no país? Essas e outras perguntas foram debatidas ontem em auditório na Câmara dos Deputados entre jovens de todo o país que estão em Brasília participando do 3º Festival da Juventude Rural e deputados da Frente Parlamentar Mista em Defesa das Políticas Públicas de Juventude, além de convidados da sociedade civil, como o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), a Confederação Nacional de Trabalhadores na Agricultura (Contag) e o Movimento Contra a Corrupção Eleitoral (MCCE).

 

"Foi muito importante a presença da juventude da Contag em Brasília neste momento para discutir a reforma política. Há um intenso ataque do Parlamento aos direitos conquistados por trabalhadores, com a PEC da terceirização e a PEC que altera o conceito de trabalho escravo, e aos direitos humanos e civis, como a tentativa de reduzir a idade penal", afirmou Carmela Zigoni, assessora política do Inesc após sua palestra em que explicou detalhes sobre a reforma política que a sociedade civil quer (e o país precisa), e a contrarreforma que o Congresso pretende votar.

 

"A direita conservadora que domina o Congresso está agindo em todas as frentes. Contamos com a força desses milhares de jovens rurais que estão aqui em Brasília para resistir a esse quadro de retrocesso", disse Zigoni.

 

Um mês antes de votação, mobilização popular pela reforma política é intensificada.

 

Além de Carmela Zigoni, também participaram do encontro Dorenice Flor da Cruz, secretária-Geral da Contag; Carlos Moura, um dos fundadores da Contag e membro do MCCE; Marcelo Castro, deputado do PMDB/PI e relator da Comissão da Reforma Política no Congresso que discute a PEC 352/13; e as deputadas Luizianne Lins (PT/CE), Erika Kokay (PT/DF), o deputado Elvino Bhon Gass (PT/RS) e a senadora Fátima Bezerra (PT/RN).

 

A Contag aproveitou o encontro para entregar a Carta da Juventude para o Congresso Nacional, na qual a juventude rural se posicional a favor da reforma política democrática proposta pela Coalizão de Reforma Política Democrática, da qual a Contag faz parte com outras 100 entidades civis, como a OAB e a CNBB.

 

Confira mais detalhes sobre o encontro na página da Contag.