Tam.Texto

Em SP, morador dos Jardins vive 23,7 anos a mais do que o do Jardim Ângela, aponta Mapa da Desigualdade


Add this to your website

O morador dos Jardins, região nobre de São Paulo, chega a viver 23,7 anos a mais, em média, do que quem reside no distrito do Jardim Ângela, na Zona Sul da capital paulista, segundo o Mapa da Desigualdade, estudo realizado pela Rede Nossa São Paulo e divulgado nesta terça-feira (24).

O cálculo da média foi obtido a partir da divisão da soma das idades ao morrer pela quantidade total de óbitos em todas as idades, ocorridos em determinado ano e localidade. A pesquisa também mostra a desigualdade entre os bairros em temas como habitação, vagas em creches, mortalidade infantil, equipamentos esportivos e número de centros culturais.

A reportagem é de Tatiana Santiago, publicada por G1, 24-10-2017.

Enquanto, o morador dos Jardins vive 79,4 anos, em média, o morador do Jardim Ângela vive 55,7 anos.

qualidade de vida está diretamente associada a esses números. Podemos identificar as diferenças verificando dados sobre rendaacesso à saúde. Quem mora no Jardim Paulista (R$ 3.777,08) ganha quase o dobro de quem mora no distrito da Zona Sul (R$ 1.889,36).

O número de leitos hospitalares também apresenta grande discrepância. Enquanto o Jardim Paulista registra 34,7 leitos hospitalares públicos e privados disponíveis a cada mil habitantes, o Jardim Ângela apresenta apenas 0,76 leitos.