Tam.Texto

Rede Mobilizadores Coep promove fórum online sobre reforma política


Add this to your website
 
 
  As mobilizações que movimentaram o país ao longo das últimas semanas evidenciam o descontentamento da população brasileira com relação ao sistema político vigente.
 
Atenta a isso, a Rede Mobilizadores Coep tem realizado diversas atividades relacionadas ao tema. A Rede fez uma enquete, apoiando a campanha da Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma Política, entrevistou José Antonio Moroni, do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), e promove o fórum online "Reforma Política no Brasil". Iniciado nessa segunda-feira (29), o evento segue até sexta-feira (2 de agosto).
O descrédito do modelo político representativo é visível, e a sociedade precisa ampliar a discussão para entender quais mudanças estruturais nesse contexto são realmente necessárias e urgentes. Dentre os principais temas em pauta estão a consulta à população sobre questões fundamentais de Estado que envolvam a todos - como as grandes obras ou a venda do patrimônio público por meio de privatizações; o fortalecimento da democracia participativa, com espaços reais de participação e decisão; e o aperfeiçoamento da democracia representativa.
Plataforma dos Movimentos Sociais
A Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma Política, lançada em 2004 por um conjunto de organizações e movimentos sociais, traz estratégias para a consolidação desta reforma. Recentemente, lançou um abaixo-assinado e pretende reunir 1,5 milhão de assinaturas para uma proposta de iniciativa popular visando a reforma do sistema político.
Em entrevista à Rede Mobilizadores, José Antonio Moroni, membro do Colegiado de Gestão do Inesc - entidade que participa da Plataforma -, defende que o modelo de representação política adotado no país precisa ser revisto. "Na configuração de democracia que temos hoje no Brasil, as pessoas não se enxergam como protagonistas, nem como participantes das decisões políticas. É mais ou menos como se tivéssemos uma democracia sem povo", afirma Moroni.
Como participar
O fórum online "Reforma Política no Brasil" acontece pela internet e todos podem participar mediante cadastro simples e gratuito no sitewww.mobilizadores.org.br. A atividade acontece no eixo "Participação, Direitos e Cidadania". Mais informações pelo telefone (21) 2528 3352.
Enquete
Na enquete que realizou sobre o tema, entre 8 e 21 de julho, a Rede Mobilizadores Coep perguntou aos integrantes da rede se a reforma política no Brasil deveria ser feita por plebiscito ou referendo.
A opção vencedora foi o plebiscito, com 56,92% dos votos. Em segundo lugar, houve um empate entre os que optaram pelo referendo e aqueles que disseram não saber responder; cada uma das opções obteve 21,54% das preferências.
No espaço destinado a comentários muitos mobilizadores enfatizaram a necessidade de haver uma efetiva participação da população na definição da reforma política.
Com informações da Coep Nacional

As mobilizações que movimentaram o país ao longo das últimas semanas evidenciam o descontentamento da população brasileira com relação ao sistema político vigente.


Atenta a isso, a Rede Mobilizadores Coep tem realizado diversas atividades relacionadas ao tema. A Rede fez uma enquete, apoiando a campanha da Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma Política, entrevistou José Antonio Moroni, do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), e promove o fórum online "Reforma Política no Brasil". Iniciado nessa segunda-feira (29), o evento segue até sexta-feira (2 de agosto).O descrédito do modelo político representativo é visível, e a sociedade precisa ampliar a discussão para entender quais mudanças estruturais nesse contexto são realmente necessárias e urgentes. Dentre os principais temas em pauta estão a consulta à população sobre questões fundamentais de Estado que envolvam a todos - como as grandes obras ou a venda do patrimônio público por meio de privatizações; o fortalecimento da democracia participativa, com espaços reais de participação e decisão; e o aperfeiçoamento da democracia representativa.
Plataforma dos Movimentos Sociais
A Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma Política, lançada em 2004 por um conjunto de organizações e movimentos sociais, traz estratégias para a consolidação desta reforma. Recentemente, lançou um abaixo-assinado e pretende reunir 1,5 milhão de assinaturas para uma proposta de iniciativa popular visando a reforma do sistema político.
Em entrevista à Rede Mobilizadores, José Antonio Moroni, membro do Colegiado de Gestão do Inesc - entidade que participa da Plataforma -, defende que o modelo de representação política adotado no país precisa ser revisto. "Na configuração de democracia que temos hoje no Brasil, as pessoas não se enxergam como protagonistas, nem como participantes das decisões políticas. É mais ou menos como se tivéssemos uma democracia sem povo", afirma Moroni.
Como participar
O fórum online "Reforma Política no Brasil" acontece pela internet e todos podem participar mediante cadastro simples e gratuito no sitewww.mobilizadores.org.br. A atividade acontece no eixo "Participação, Direitos e Cidadania". Mais informações pelo telefone (21) 2528 3352.
Enquete
Na enquete que realizou sobre o tema, entre 8 e 21 de julho, a Rede Mobilizadores Coep perguntou aos integrantes da rede se a reforma política no Brasil deveria ser feita por plebiscito ou referendo.
A opção vencedora foi o plebiscito, com 56,92% dos votos. Em segundo lugar, houve um empate entre os que optaram pelo referendo e aqueles que disseram não saber responder; cada uma das opções obteve 21,54% das preferências.
No espaço destinado a comentários muitos mobilizadores enfatizaram a necessidade de haver uma efetiva participação da população na definição da reforma política.

 

Com informações da Coep Nacional